sábado, 5 de dezembro de 2015

A pedra de Gabriel



Ocorreu recentemente um evento/palestra em Jerusalém a respeito de uma pedra (encontrada em 2007), datada da época contemporânea à Jesus (século I), onde nela é citada uma conversa entre o anjo e um profeta em língua hebraica antiga. Eles falam a respeito de uma ressurreição após 3 dias*. Ele foi exposto pela primeira vez ao público junto com outros achados como cópias da Bíblia, fragmentos de manuscritos do Mar Morto e do Códex de Damasco.
Gabriel é citado pelos judeus em uma passagem de Daniel, pelos cristãos em Lucas por exemplo e pelos muçulmanos, quando este entrega ao velho Maomé, o alcorão.
Desde os achados mais antigos encontrados a algumas décadas, esse parece ser de bastante importância para os que creem e para os que estudam as Sagradas Escrituras.
Esse é o convite para a palestra realizada em 11/06/2013:
Palestra
Mais sobre o evento: GoJerusalem (site em hebraico)
*Está escrito na pedra que algo aconteceria após 3 dias, porém o que estava escrita se encontra apagado. Os teólogos interpretam que esse acontecimento está relacionado à ressurreição de Jesus.

Créditos: Mistérios da antiguidade
https://www.youtube.com/user/misteriosantiguidade

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Enigmas da arqueologia - A arca da aliança



A arca da Aliança é uma das relíquias religiosas mais procuradas de todos os tempos e é muito mais do que uma caixa que conteria os Dez Mandamentos. As histórias bíblicas em torno da Arca falam de um dispositivo com poderes divinos que foi capaz de produzir alimentos, derrubar muros, matar os que tiveram contato com ela e proporcionar uma comunicação direta com Deus. Seriam essas histórias apenas mitos ou a Arca da Aliança possui realmente poderes extraordinários? O que aconteceu com esta relíquia incrível? Será que está escondida e estamos perto de redescobri-la? Se assim for, será que a Arca da Aliança pode revelar uma ligação perdida há muito tempo com nosso passado distante?

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Era antididiluviana Os mistérios da bíblia e do livro de Enoque

O livro de Enoch é um texto apócrifo que é mencionado por algumas cartas do Novo Testamento
(Judas, Hebreus e 2ª de Pedro). Até a elaboração da Vulgata, por volta do ano 400, os primeiros seguidores de Cristo o mencionavam abertamente em seus textos e o aceitavam como real. Após a Vulgata ele caiu no esquecimento. Entretanto, o livro é muito interessante e parece real. O livro de Enoch foi preservado somente em uma cópia, na totalidade, em etíope e, por esta razão, também échamado de Enoch etíope. De fato nos faz grandes revelações em relação ao contexto bíblico. Uma das coisas mais interessantes é o fato de que nele responde quase que completamente as incógnitas de Gênesis. Sem dúvida alguma é um livro que merece todo o nosso respeito e ao meu ver faz parte de todo o canon sagrado da bíblia.


Datação dos manuscritos

A datação paleográfica datou estes documentos de Qumram entre 200 a.C. e o fim do primeiro século da era cristã.

Canonicidade do livro

O livro não foi incluido no cânon da Bíblia judaica, e também na Septuaginta[carece de fontes], nem nos livros deuterocanônicos. Embora, Francisco (2003) confirma que uma das mais antigas bíblias coptas, a Bíblia Etíope, admite o Primeiro livro de Enoque.[3]

O Livro de Enoque foi considerado como Escritura na Epístola de Barnabé (16:4) e por muitos dos primeiros pais da Igreja, como Atenágoras, Clemente de Alexandria, Irineu e Tertuliano, que escreveu c. 200 que o Livro de Enoque tinha sido rejeitado pelos judeus porque continha profecias que pertencem a Cristo.

Existem várias referências possíveis no Novo Testamento ao Primeiro livro de Enoque, entretanto, nenhuma referência é tão evidente como na Epístola de Judas (v.4.6.14). Dom Estêvão Bettencourt julgou que "A epístola canônica de S. Judas 14 o cita, mas nem por isto o tem como livro inspirado".
"Enoque, o sétimo depois de Adão" é uma citação de 1En.60.8
"Eis que é vindo o Senhor com milhares de seus santos.." de 1En.1:9 (de Deut.33:2)
Atipicamente, "E destes (genitivo) profetizou também Enoque" (Almeida) é "E a estes (dativo) profetizou também Enoque" em grego.

Pode-se também comentar uma certa semelhança entre a descrição da "morada dos mortos", apresentada no capitulo 22 do Primeiro livro de Enoque, com a parábola do homem rico e Lázaro, contada por Jesus em Lucas capitulo 16, nos versos de 19 à 31.

No Diálogo com Trifão, de Justino Mártir (100-165), Justino é claramente influenciada pelo livro, mas o judeu Trifão se opõe a essa tradição. Júlio Africano (200-245) foi o primeiro cristão a contestar a tradicional versão do Primeiro livro de Enoque.

Conforme Elizabeth Clare Prophet (2002), foi o rabino Simeon ben Yohai (120?-170?) quem colocou os judeus contra o Primeiro livro de Enoque e que isso permitiu ao Santo Agostinho observar que a obra deixou de fazer parte das Escrituras aprovadas pelos judeus.

Fonte: Wikipédia

Este vídeo nos da uma visão bem clara dos fatos a luz da arqueol´ogia, vele a pena conferir.


quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Não temas, Deus está no controle de sua vida

Talvez hoje seja um bom dia para você parar, tirar um tempo para Deus e Lhe perguntar:

Senhor, quais são os Teus planos para minha vida?

Salomão deixou este conselho para todos nós:

“O coração do homem planeja seu caminho, mas o Senhor lhe dirige os passos” (Provérbios 16:9).

Deus tinha um plano para a nação de Israel e enquanto esse plano estava em andamento o Senhor jamais desamparou o seu povo. Eles foram sustentados durante 40 longos anos com o maná, a comida que vinha do alto e nunca ficaram desamparados. Foram provados e passaram por muitos momentos difíceis, mas o Senhor sempre esteve ao lado deles.
Assim como Deus conduziu Israel por um caminho totalmente diferente do natural quando os levou a Terra Prometida, Deus também pode fazer com que o seu caminho seja diferente daquele que você imaginava.

Esteja atento!

Pode ser que as coisas estejam acontecendo como você planejou. Mas talvez muitas coisas neste ano já saíram totalmente fora do seu controle. Se isso acontecer, ou se já estiver acontecendo, fique tranquilo. Deus não perderá o controle sobre a sua vida.
Sei que Ele tem o melhor preparado para você. Mas preste bem atenção no que vou te dizer: Não confunda o melhor que Deus tem para você com aquilo que você acha que é o melhor para você. Hoje em dia ouço diversas canções e também centenas de mensagens que falam sobre “o melhor de Deus”, como significando carro novo, casa nova, aumento de salário, emprego melhor, fama e tantas outras coisas que estão apenas ligadas as coisas materiais.
Mas lembre-se do que Deus deixou que acontecesse com a nação de Israel durante os vários anos que o povo peregrinou no deserto. Diz o texto:

“Sim, ele te humilhou, te deixou ter fome e te sustentou com o maná, que nem tu nem teus pais conhecíeis, para que entendesses que o homem não vive só de pão, mas de tudo o que sai da boca do Senhor; disso vive o homem.” (Deuteronômio 8:3).
Deus certamente estará provendo tudo o que você precisar, mas com certeza também estará provando o seu coração para ver se este coração é totalmente fiel a Ele.
Talvez a jornada seja diferente do que você imagina. Lembre-se que as coisas irão acontecer no tempo e do jeito do Senhor. Confie na soberania de Deus para sua vida e lembre sempre das palavras de Jó:

“Bem sei que tudo podes, e nenhum dos Teus planos pode ser frustrado” (Jó 42:2).

Ama o próximo como a ti mesmo



"Um rapaz, aluno de uma de nossas universidades, caminhava ao lado de um professor, conhecido como amigo dos alunos por sua bondade para com aqueles que estavam sob sua orientação.
Enquanto andavam, viram, ao longe, um par de sapatos velhos, provavelmente pertencentes a um homem pobre que trabalhava em um campo nas proximidades e que estava prestes a terminar suas tarefas do dia.
O aluno virou-se para o professor e sugeriu:
- Que tal pregarmos uma peça no homem? Vamos esconder os sapatos dele e ficar atrás daqueles arbustos, aguardando para ver o susto que ele vai levar quando não os encontrar.
- Meu jovem amigo - respondeu o professor -, nunca devemos nos divertir à custa dos pobres. Você é rico e pode dar uma alegria a esse homem. Coloque uma moeda em cada sapato. Depois, vamos nos esconder para ver qual será a reação dele ao encontrar as moedas.
O aluno acatou a sugestão do professor e, ambos se esconderam atrás dos arbustos.
O homem pobre terminou seu trabalho e atravessou o campo em direção ao local onde deixara seu paletó e seus sapatos. Enquanto vestia o paletó, enfiou o pé em um dos sapatos; ao sentir um objeto estranho, ele se abaixou para ver o que era e encontrou a moeda.
Atônito e com uma expressão de interrogação, olhou para a moeda, virou-a e analisou-a várias vezes.
Em seguida, olhou ao redor, mas não viu ninguém. Colocou a moeda no bolso e calçou o outro sapato; sua surpresa foi dobrada quando ele encontrou outra moeda.
A emoção tomou conta dele; o homem ajoelhou-se, olhou para o céu e proferiu, em voz alta, uma fervorosa oração de agradecimento, na qual ele mencionou o nome de sua esposa, enferma e desanimada, e de seus filhos, sem pão para comer. Aquele presente tão oportuno, vindo de um desconhecido, não os deixaria morrer de fome.
O aluno comoveu-se profundamente, e seus olhos encheram-se de lágrimas.
- Agora - disse o professor -, você não está muito mais satisfeito do que se tivesse pregado uma peça no pobre homem?

 O senhor ensinou-me uma lição da qual jamais vou me esquecer - o jovem respondeu. Agora entendo a verdade contida nestas palavras que nunca compreendi antes: “Mais bem-aventurado é dar que receber” (Atos 20:35)"

Alimentando o Espírito: 1 Pedro 2:1-5


Deixando, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; Se é que já provastes que o Senhor é benigno; E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo.

terça-feira, 13 de outubro de 2015

Vestígios do passado Antediluviano

O passado da terra o qual muitos desconhecem e até mesmo duvidam que existiu está repleto de vestígios por todo o planeta. De fato em dado  momento da história como mais de 360 culturas pelo mundo relatam, houve um grande dilúvio o qual destruiu toda carne que caminhava sobre a face da terra. Neste dois incríveis vídeos veremos quais são estes vestígios e como se deu todo este processo cataclísmico, vale a pena conferir, Esses vídeos fazem parte das produções do canal Mistérios da Antiguidade no YouTube, Um canal de qualidade e com conteúdos maravilhosos. A visão deles é totalmente neutra em relação a fé, porém são imparciais, ou seja, falam de acordo com os dados coletados nas pesquisas que efetuam, e a maioria desses dados (graças a Deus) tem confirmado a palavra de Deus, amém, e glórias ao nosso grande e eternos Deus para todo o sempre por isso! Vale a pena conferir. É interessante que assista os vídeos pela ordem, pois um é a continuação do outro.